Bio Cursos

| 01/04/2020 11:53

Janaína Reis: A importância da Ergonomia no ambiente de trabalho

Bio Cursos entrevista:

Janaína Aline Pinheiro Reis

Tema: A importância da Ergonomia no ambiente de trabalho



Janaína Reis é graduada em Fisioterapia, Pós-Graduada em Fisioterapia Neurofuncional, Ergonomia e em Fisioterapia do Trabalho pela Bio Cursos, além de ser Pós-Graduada em Engenharia e Gestão Industrial e Especialista Titulada em Fisioterapia do Trabalho. Atualmente é mestranda em Engenharia Industrial – Gestão Industrial.



1) – Qual a relação entre Ergonomia e Fisioterapia do Trabalho?

Janaína Reis: A relação da fisioterapia do trabalho e ergonomia surgiu devido a necessidade do acompanhamento da saúde do trabalhador, com objetivo de prevenir, resgatar e manter a saúde ocupacional.



2) – Quais problemas os empregados podem ter com a falta de ergonomia?

Janaína Reis: O principal problema é o surgimento de Lesões por Esforços Repetitivos (LER), que consiste em uma entidade, diagnosticada como doença, na qual movimentos repetitivos, em alta frequência e em posição ergonômica incorreta, podem causar lesões de estruturas do sistema tendíneo, muscular e ligamentar. Além do surgimento de Doenças Osteoarticulares Relacionadas ao Trabalho, mas conhecidas como DORT'S.



3) – Qual a relação entre a falta de ergonomia e produtividade no trabalho?

Janaína Reis: A falta de um programa ou um profissional que trabalhe na área de ergonomia pode afetar os processos produtivas de qualquer fábrica/indústria ou instituição, isso porque a ergonomia visa a relação do homem e o seu trabalho, para melhorar todos os ambientes em todos os aspectos, físicos, cognitivos e organizacionais. Quando não temos ergonomia nos ambientes de trabalho também não temos como ter produtividade, pois essa é uma relação direta, sem ambientes ergonômicos o que temos é aumento do absenteísmo, maior número de afastamentos pelo INSS, menor eficiência no cumprimento das tarefas, diminuição da motivação dos funcionários, aumento dos casos de LER e DORT's, aumento das disfunções musculoesqueléticas, ambientes com tarefas repetitivas, ambientes sem pausas adequadas ou descompensadas, impactos na organização do trabalho, ferramentas ou maquinários inadequadas e etc. Todos esses fatores estão ligados ao homem e a produtividade.



4) – Quais sugestões você pode dar as empresas que ainda não possuem programas específicos relacionados a ergonomia?

Janaína Reis: A primeira sugestão é o próprio cumprimento da NR17 – Ergonomia, atender a legislação. Se a empresa tiver um programa correto e/ou adequado de ergonomia vamos ter ambientes produtivos, saudáveis, seguros, eficientes e confortáveis.





Por Larissa Lara

Assessoria de Comunicação Bio Cursos

Nossos Parceiros

logo_HTM